top of page

Simplificar comunicação interna Projeto COVID-19

Atualizado: 12 de mar.

Os nossos profissionais de saúde estão com dificuldades em comunicar com os colegas que estão áreas de isolamento a tratar de doentes infectados


Hospital communication microphone on a wall


1. Problema identificado

Devido à pandemia Covid 19, o Hospital de Santa Maria viu-se obrigado a ter que converter salas de enfermagem em salas de cuidados intensivos Covid onde pacientes positivos e em estado agravado seriam assistidos. Estas salas não estavam preparadas para comunicações com o exterior da sala a não ser por um telefone fixo sendo inviável por perigo de contaminação. Esta obstrução à comunicação com o exterior estava a pôr em risco a vida do paciente e estava a resultar em uso excessivo de EPIs sempre que um enfermeiro ou médico se deslocava cá fora para pedir medicação necessária etc.


 

2. Soluções testadas encontradas


Procurámos soluções simples para poder ajudar na comunicação interna hospitalar. O projeto já foi implementado no Hospital Santa Maria e está agora a ser alargado a outros pedidos que vão surgindo.


Intercomunicadores de bebes  - Não funcionou

Pros - Não requer que o profissional toqueCons - Unilateral

Microfones de capacetes de mota  - Não funcionou

Pros - BilateralCons - Ao tirar o fato, que é um processo rigoroso para garantir não contágio, os fios e aparelho por dentro do fato poderiam comprometer este processo.

Aplicativo de trabalho remoto  - Não funciona

Pros - BilateralCons - Precisa de uma boa ligação à internetNecessário - Equipamentos móveis (2 por sala de isolamento), equipados com SIM card com tarifário de dados móveis, e carregador 

Dispositivo de comunicação interna  - Solução encontrada

Esta solução permite que, sem necessidade de contato por parte do profissional de saúde que está na sala de cuidados intensivos, poder falar e até mesmo dar formação a colegas (os dispositivos estão equipados com microfone e câmara) para garantir minimização do contágio.

 

 

4. Quem auxiliou na operacionalização desta solução?


Esta solução contou com a doação de 12 dispositivos da Vodafone e com o apoio logístico e operacional pro bono da consultoria LeanHealth

 



 

5. O que pretendemos com esta solução?


  • Facilitar o acesso do enfermeiro à informação do paciente, em tempo real, com qualidade de percepção;

  • Reduzir o tempo de espera entre o pedido dos profissionais com os pacientes infectados em salas de isolamento e a resposta do enfermeiro que dá apoio no exterior;

  • Diminuir os desperdícios de material de protecção (máscara, produto de desinfecção), escassos nestes momentos.

 

 

6. Qual foi o impacto social conseguido?

  • Volume de pacientes nos cuidados intensivos do Hospital Sta Maria;

  • Profissionais de saúde da unidade de cuidados intensivos do Hospital Sta Maria;

  • Sabemos que a mesma solução já impactou cerca de 240 pacientes desde a nossa intervenção, onde o hospital comunicou diretamente à Vodafone para solicitar mais dispositivos e apoio na implementação.


Testemunho de uma enfermeira coordenadora de uma unidade de cuidados intensivos:
"...já dá para ouvir som e ver zona vermelha quando estás na zona limpa! A câmara para imagem tem um ótimo alcance. Hoje fizemos um procedimento cirúrgico e assim só entrou o número mínimo de pessoas! Os outros ficaram cá fora a ver e aprender pela câmara!"

 

A Spread Portugal, é uma organização sem fins lucrativos onde profissionais de eficiência empresarial dedicam tempo e recursos para que instituições na linha da frente da fragilidade, possam ter os seus processos desenhados de modo a terem ainda mais impacto social e ambiental.


Se acredita na importância deste tipo de intervenção e ajuda na capacitação de instituições, ajude-nos a continuar. Faça um donativo aqui.

Comments


Commenting has been turned off.
Spread_logo_horizontal_1.png
bottom of page